Exclusivo! Bancos tratam a população dorense como palhaços

Spread the love

E segue o castigo da população dorense sem um banco de verdade em Dores de Campos, ou pelo menos um banco que ofereça atendimento dígno aos seus correntistas e não trate a população como palhaços. Conforme apuramos com absoluta exclusividade, nesta sexta-feira (07), quinto dia útil do mês de agosto, a situação ficou a beira do caos, tanto que diversas pessoas manifestaram a sua indignação nas redes sociais. Ora os caixas eletrônicos estão quebrados, ora não tem dinheiro. Bradesco e Caixa Econômica Federal são os campeões de reclamações. Conforme a nossa reportagem já havia publicado com absoluta exclusividade, no último dia 23 de Julho, para piorar a situação, a ag~encia dos Correios deixou de ser  correspondente do Banco do Brasil.

Veja algumas postagens publicadas pelos dorenses indignados:

 

Veja o Papo com Arruda, no ar de domingo a domingo, ao vivo, no Facebook do Portal Dores de Campos às 19h. No programa desta sexta-feira (07) o jornalista Ricardo Arruda criticou duramente os bancos pela covardia com a população dorense:

Relembre a matéria que publicamos no dia 23 de Julho, com absoluta exclusividade:

BB deixa os Correios e população dorense sofre sem banco oficial

Não bastasse a fila que parece não ter fim da casa lotérica e os dois caixas do quiosque da Caixa Econômica Federal que quando não estão quebrados estão sem dinheiro, sem falar das limitações da agência do Siccob e do Posto de Atendimento do Bradesco em Dores de Campos, a agência do Correios também deixou de prestar serviço para o Banco do Brasil com a não renovação do contrato em nível nacional entre as duas estatais, desta forma, a população dorense se tornou refém de um serviço que há anos deixa a desejar no município, tendo como salvação as agências do Itaú, do Bradesco e do Banco do Brasil em Barroso. “Realmente é um absurdo. Sou professora do estado e ainda conseguia receber nos Correios, agora que acabou o convênio, consigo sacar um valor menor na casa lotérica, mas a fila é muito grande e não é toda hora que tem dinheiro disponível para saque”, comentou uma servidora pública. “Precisei pagar um curso online para a minha filha e a empresa só recebia pelo Banco do Brasil, precisei ir correndo em Barroso para não perder essa oportunidade, aí chega em Barroso, a agência está lotada em plena pandemia. É um problema sério”, destacou outra servidora pública dorense.

Dores de Campos já teve importantes agências bancárias, como o Banco Real e o Mercantil do Brasil, mas por questões internas, as instituições decidiram encerrar as atividades de suas agências. Com relação aos bancos oficiais do Governo, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil, o ex-prefeito Toninho do Ninico (DEM) bem que tentou a todo custo trazer uma agência da Caixa para o município, mas mesmo gerenciando a folha de pagamento da Prefeitura e da Câmara, a Caixa só disponibilizou os serviços de um quiosque, que gera inúmeras reclamações, principalmente dos servidores municipais que quando vão receber o salário do mês, ora os caixas estão quebrados ora não tem dinheiro. “Eu não consigo entender porque Dores de Campos ainda não tem um banco oficial. Temos a Marluvas, temos mais de 100 selarias, aqui corre muito dinheiro e nada, os bancos não se interessam, tem alguma coisa errada”, comentou um ex-presidente da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de Dores de Campos (ACIDEC).

Aposentados e pensionistas da previdência em Dores de Campos também estão enfrentando muitas dificuldades para receberem os seus salários, depois que o BB encerrou o contrato com os Correios. “Temos as lojas que fazem os serviços do Bradesco, realmente ajuda muito, mas não é toda hora que eles tem dinheiro. E quando tem o pagamento dos aposentados e pensionistas do INSS as filas ficam grandes e o dinheiro acaba antes da hora, porque eles só podem pagar com o dinheiro que entra dos depósitos e pagamentos de contas. É uma tortura principalmente para os idosos”, destacou um aposentado.

Banco Santander

A nossa reportagem também apurou, que no ano de 2018 o vereador Cimerco (MDB), através de um conhecido dentro do Banco Santander, começou uma conversa para tentar trazer uma agência para Dores de Campos. “Realmente é verdade. Tinha um conhecido no Santander e começamos a conversar sobre o assunto, mas infelizmente ele saiu do banco e a conversa esfriou”, comentou o vereador.

Correios

A nossa reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação dos Correios em Brasília, e recebemos a informação que a estatal segue negociando com o Banco do Brasil uma renovação de contrato mas sem nenhum previsão para restabelecer os serviços.

Banco do Brasil

A assessoria de comunicação do Banco do Brasil em Brasília, preferiu não comentar o assunto e reafirmou que a agência do BB de Barroso segue à dispoisção dos dorenses.

Ofertas do Supermercado Dorense

Ofertas da Drogaria Americana

6 Comentários

  1. Sebastião dos Santos

    Uma vergonha sim, a maioria das pessoas tem conta no Bradesco, mas sempre estão sem dinheiro, ou estão estragados, hoje fui receber no Bradesco meu pagamento e não tinha dinheiro, eu acho assim, ou colocam para funcionar corretamente, com dinheiro sempre disponível e c a parte técnica funcionando, ou então retiram eles da cidade, já que não servem pra nada. E só irem no Sicoob, que tem três caixas, e sempre q vou no mesmo, eles tem dinheiro e estão funcionando corretamente, e fora a rapidez do software destes caixas. Além disto acho uma tremenda falta de compromisso e responsabilidade com nós dorenses. Mais uma vez digo, se não tem condições de nos atender bem, retiram os caixas do Bradesco e vai embora.

  2. Clauder Antônio Malta

    É uma lástima, infelizmente não vejo luz no fim do túnel. Já tivemos Banco do Brasil aqui em Dores, era aonde é o Bradesco.

  3. Marco Aurelio Silva Resende

    É de fato difícil de entender essa situação. Mesmo que tenhamos muitos profissionais que trabalham na informalidade, a cidade movimenta muito dinheiro com tudo que é produzido, vendido e pago aos fornecedores que não são da cidade. Numa situação dessa, a gente tem que se reinventar… Eu tenho feito e recebido muitos pagamentos através de aplicativos de celular, pois tenho conta no Banco do Brasil. Mas todos sabemos bem que a movimentação em espécie é mais prática, especialmente quando precisamos pagar funcionários. De que adianta eu depositar o salário na conta de um colaborador sendo que ele precisa pagar uma conta em um estabelecimento que, talvez, não aceite cartão?
    Não dá pra entender essa indiferença dos bancos com relação a Dores de Campos.

  4. Eu garanto que 60% ou mais das contas da agencia do bradesco de barroso, sao de dorenses entao porque nao ter uma agencia aqui?

  5. Muitos bancos não querem abrir novas agências em cidades pequenas, pois a falta de policiamento deixam os bancos vulneráveis a assaltos e roubos a caixas eletrônicos. Infelizmente é uma realidade.

    A população e os comerciantes precisam se adaptarem a nova realidade, aprenderem a utilizar os meios tecnológicos para pagar suas contas, utilizar cartão, aplicativos de celular dentre outras opções que estão disponíveis e fazem com que cada vez fiquemos menos dependentes das agências físicas.

    • Não concordo, pois se são agências bancárias, e se for levar em conta a falta de policiamento, daqui dentro de poucos anos não estarão em cidade nenhuma. E além disto tem várias pessoas q são humildes, mais de idade, e não tem conhecimento suficiente para lidar com meio de pagamento via internet e ou aplicativo. Volto a dizer, se os bancos não tem condições de atender bem, retira estes caixas do Bradesco de nossa cidade. O Sicoob que não e uma agência oficial tem condições de colocar os caixas sempre funcionando, mesmo com falta de policiamento, porque Bradesco não tem condições?? FALTA DE RESPONSABILIDADE E COMPROMISSO COM OS DORENSES.

Comentar

Seu email não será publicado. É necessário preencher os campos com * *

*