Ministério Público da Bahia denuncia dois dorenses por estelionato

Spread the love

Dois empresários dorenses do ramo de selaria foram denunciados pelo Ministério Público da Bahia acusados de estelionato. De acordo com informações apuradas pela nossa reportagem, comerciantes de Feira de Santana, a 116 Km da capital Salvador, alegaram e apresentaram provas que em junho do ano passado, compraram R$ 80 mil em mercadorias e fizeram o pagamento, mas não receberam as mercadorias. “Tentamos negociar na boa, demos mais de cinco oportunidades para que resolvessem o problema, mas eles sempre pisaram na bola, agora fizemos a denúncia e já está com o Ministério Público”, revelou um comerciante baiano extremamente indignado, completando em seguida: “Isso é muito ruim para a imagem de Dores de Campos, a Capital das Selarias de Minas Gerais. Ainda bem que negociamos com outros empresários dorenses que não fazem essa molecagem. Isso é coisa de bandido”, revelou.

Ofertas do Supermercado Dorense

 

6 Comentários

  1. Antônio Marcus Melo

    Como Presidente da Associação Comercial e Industrial de Dores de Campos, faço esse comentário nesta oportunidade, uma vez que essa publicação certamente prejudica os empresários da cidade, o que não é justo, pois, somos um município constituído por maioria maciça de empresários extremamente honestos e cumpridores de seus deveres.
    Essa entidade agrega parte dos empresários fabricantes de artigos de selarias e outros, portanto, tem competência para avalizar o quanto são idôneos e responsáveis nas ações empreendidas pelas suas empresas, e algumas foram fundadas há mais de cinco décadas. Se houve algum problema eventual com algum fabricante, o nome da cidade não pode ser manchado, uma vez que, a Associação sempre esteve à frente na defesa dos integrantes do seu quadro, e o que predomina na cidade é a fabricação, comercialização de todo tipo de artigos de couro. Não foi por acaso que Dores de Campos recebeu o título de maior fabricante de artefatos de couro da América Latina. (SEBRAE – SP)
    Assim mais, a Associação sempre se colocou à disposição para prestar informações sobre os empresários que fazem parte do seu quadro, e sempre há solicitação de compradores e clientes de todo país.
    De forma que, Dores de Campos – Capital das Selarias -, é uma cidade cuja renda principal vem do trabalho artesanal do couro, fornece para todo o Brasil e muitos outros países, onde o desemprego não bateu, na verdade está faltando mão de obra, razão pela qual Dores de Campos, cidade que cresceu à sombra da Figueira Encantada, traz em seu bojo pessoas acolhedoras, alegres, otimistas e dinâmicas, que preza sempre pelo bom atendimento e, sem sombra de dúvida, a maioria maciça dos empresários são honestos, pessoas cumpridoras de seus deveres, honram com retidão os seus compromissos. A Associação pode garantir, e está de portas abertas para prestar informações sobre seus associados.

  2. Concordo com vc Antônio Marcus, só que eu acho que deveria ser mais divulgados para nós dorenses fatos sobre o comércio e a indústria de nossa cidade, por exemplo esse título concedido pelo SEBRAE-SP , com certeza pouquíssimas pessoas sabem.

    • Antônio Marcus Melo

      O Luiz Ávila tem a página do Jornal, e a colocou em um quadro e está afixado na parede do seu Hotel. O SEBRAE-SP, através de pesquisa, constatou ser Dores de Campos o maior polo produtor de artesanato em couro da América Latina. Na época foi divulgado, mas, lamentavelmente tiraram pouco proveito da informação.

  3. Marco Aurelio Silva Resende

    Posso até concordar que de certa forma a publicação atinge a todos os empresários da cidade, mas não creio que seja o caso. Pois cada um tem consciência dos seus atos, e quem é honesto, dorme o sono dos justos.

    O que eu não consigo concordar de forma nenhuma – e com todo respeito ao Marquinho, que é uma pessoa excelente, com quem já tive a oportunidade de trabalhar em algumas oportunidades – mas não vejo nenhuma produtividade ou atuação pró-ativa da ACIDEC. Nem me importo com o fato de nunca ter sido visitado por nenhum representante da Associação, para qualquer tipo de conversa. De tudo que foi mencionado de “benfeitorias” da Associação, destaco a parceria com o SEBRAE, coisa que qualquer um pode fazer… o SEBRAE está lá pra atender todo mundo, basta ir atrás. Eu utilizo serviços do SEBRAE há anos, e, sem ter tido nenhum contato da Associação, a não ser usar o espaço para reuniões de grupos de empresários (muitos desses, não associados).

    A meu ver, a Associação traz sempre “palestrantes mágicos empreendedorísticos” para funcionários dos associados, e, fora isso, só serve para convênios médicos, marcar consultas e pra montar o calendário do comércio da cidade, determinando quais sábados as lojas – onde muitas nem são associadas – deverão trabalhar até às 18h. E só.

    A Associação desconsidera completamente a força dos novos empresários, empreendedores, micro e pequenos empresários que estão fazendo um trabalho novo e levando – honestamente ou não – o nome da cidade adiante, em detrimento sempre do mesmo grupo de pessoas que estão lá desde sua fundação e que se revezam nas cadeiras, mandato após mandato.

    Se a força do município está na união de seus empresários, acho que a ACIDEC deveria parar de olhar para o próprio umbigo e mudar a forma de atuar, que pode ser MUITO, MAS MUITO MAIS ABRANGENTE, fazendo de fato o papel de unir os empresários, os empregados, a população e comércio de uma forma que jamais foi pensada.

    A meu ver, é isso.

    E sobre os estelionatários e outros semelhantes, o que eu escuto de clientes de outros Estados falando que não negociam com gente de Dores pq já levou tombo de malandro daqui não tá escrito. Daí, além de vender, tenho orgulho de dizer que sou daqui, mas preciso convencer o cliente que não trabalho como os malandros que ele conhece, uma vez que por causa dessa molecada, quem trabalha direito e com comprometimento com o cliente, quase paga o pato.

    Dores está crescendo, mas aqueles que deveriam atuar em prol do empresariado só se preocupam com os calendários, feriados, consultas e atividades que, efetivamente, não beneficiam a grande maioria das empresas de Dores de Campos.

    • Antônio Marcus Melo

      Gostaria de esclarecer que a Associação não possuí um dono ou proprietários, e sim uma Diretoria que bienalmente tem eleição, e do quadro de associados, qualquer um pode apresentar a chapa e concorrer aos cargos oferecidos, todavia, é um trabalho voluntário, não se recebe nada para trabalhar, e o voluntariado em nossa cidade é meio escasso.
      Muitos não conhecem o trabalho da entidade junto ao empresariado Dorense, ou pouco entendem a respeito. Muitos foram procurados por Diretores e não fizeram questão de conhecer o trabalho.
      Este ano de 2021 a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de Dores de Campos (ACIDEC), completa seus 30 anos de atividades.
      O Sicoob está em Dores por força da ACIDEC. A torre de telefonia móvel está em Dores por força da ACIDEC.
      Hoje contamos com a sede própria, já com salão de eventos na parte superior faltando pouco para conclusão, onde poderão ser ministrados cursos, palestras, encontros, etc., enfim, será disponibilizado aos associados.
      Somos conveniados ao BDMG, e grande parte do empresariado Dorense fazem seus financiamentos a juros baixíssimos, e sendo associado, tem mais vantagens.
      Temos hoje uma funcionária especialista em emissão de Certificados Digitais, e também os associados gozam de um desconto.
      Temos o mais amplo e completo serviço de consulta à central Serasa, onde associados tem um desconto especial para as consultas realizadas.
      O médico do trabalho atende na Sede da ACIDEC, todos os empregados que necessitam desse atendimento.
      Temos uma rede de atendimentos na área médica nas cidades de Dores de Campos, Barroso, Barbacena, São João del Rei e Juiz de Fora.
      Uma grande parte dos Laboratórios atendem aos associados e dependentes em todas as cidades.
      A Acidec tem muitos usuários de CPF’s, que utilizam seus serviços através de fornecimento de carteirinhas que são atualizadas anualmente.
      Um advogado especialista em causas previdenciárias e outras, atende na sede da ACIDEC mediante agendamento.
      Profissionais do SEBRAE sempre fazem atendimentos na ACIDEC a empresários diversos. Os atendimentos SEBRAE via ACIDEC são profissionais, e atendimentos desse porte tem valores elevados, mas, através da entidade os valores são muito reduzidos, e não os cursos gratuitos que disponibilizam pelo site que qualquer um pode acessar e fazer em questão de horas.
      A ACIDEC presta muitos outros serviços…
      Em meses normais a ACIDEC presta atendimento a uma média de 1.600 usuários nas mais diversas modalidades, e esses sempre estão satisfeitos pelo atendimento.
      Portanto, a ACIDEC não está presente somente para emitir guias de consultas médicas, há que conhecer para fazer juízo.
      A ACIDEC tem despesas nas áreas de funcionalismo, trabalhistas, luz, telefones, internet, segurança, limpeza, Federaminas, etc. De forma que, quando se associa, tem algumas obrigações que o empresário assume.
      É sabido que a união de 100% dos empresários de Dores de Campos é impossível, já houve tentativa em várias oportunidades, todavia, sem êxito.
      As forças maiores do Município são: Prefeitura, Câmara, Associação, enfim, todas entidades que congregam pessoas que trabalham com um mesmo ideal. Se todos os empresários decidissem associar, certamente os valores que cada um teria que arcar seria reduzido, e a força da entidade se multiplicaria com certeza. Houve muitas épocas que foram distribuídos panfletos pelas empresas, propagandas na rádio por anos, muitas foram visitadas. Lamentavelmente, nessas épocas não pedíamos para assinar o recebimento do convite como é feito hoje, então muitos dizem não fui convidado, ou nunca recebi visitas…contudo, A ENTIDADE ESTÁ DE PORTAS ABERTAS PARA RECEBER QUEM QUER QUE SEJA, TANTO PRESENCIAL QUANTO POR VISITA ATRAVÉS DE AGENDAMENTOS, AINDA, VISITAMOS QUANDO SOLICITADA, OU NOVAS EMPRESAS SE FORMAM.
      Foi iniciado pelo Professor Jânio da UFSJ há alguns anos atrás, um programa de redes – onde todos os empresários foram convidados a participar, entretanto, cerca de apenas 8 empresas se dispuseram -,e depois de visitar Dores de Campos, participei de uma reunião com ele na sede da UFSJ e ele me disse o seguinte: “Dores de Campos tem uma preciosidade, na verdade uma pedra de rubi, mas, lamentavelmente não estão sabendo como fazer uso dela para o crescimento. Observei que o empresariado é desunido, e parece que uns tem receio que outros cresçam, e trabalham contra. Dores de Campos tem a arte do couro, que é fortíssima e poderia alavancar a cidade de uma forma que ninguém imagina, e todos ganhariam muito dinheiro e o município ocuparia outros patamares. Só falta a união de todos, e um projeto para retomada do crescimento. E para que isso ocorra, todas as forças do município deveriam se unir, pense nisto”. E nunca se uniram…o problema do empresariado Dorense é que muitos querem levar vantagem em tudo, não pensam que tem que investir um pouco, para mais tarde colher, e se um é beneficiado, o município é beneficiado, todos crescem na mesma proporção.
      EXATAMENTE esse ano de 2021, mais precisamente em junho, será divulgado o Edital de Convocação para os Associados elaborarem suas chapas para concorrerem às cadeiras na entidade, que podem ser ocupadas todas por novos Diretores. E torcemos com veemência que surja esse que fará a diferença, que trará novas ideias, suará mais a camisa e fará com que o grupo escolhido reme na mesma direção como sempre fez as Diretorias até este momento.
      Portanto, aguardamos que os Associados, decidam e desta vez apresentem novas chapas, porque tem Diretores que estão na Diretoria há muitos anos, contudo, é porque não o substituem, não surgem os voluntários. A ACIDEC está aberta para novas ideias, e todos agradecem antecipadamente o surgimento de um novo projeto.
      Se necessitar de mais alguma informação, estamos às ordens, tanto na sede quando por visita por agendamentos. Se julgar necessárias mais informações, nos contate na sede da entidade, ou simplesmente ligue a agende nossa visita, pois, julgo mais oportuno e mais esclarecedor do que através de textos. Estamos ao dispor, pois, creio que tens muitas ideias para serem colocadas em prática, e a entidade está aberta a tudo que cause crescimento e desenvolvimento. Seja um associado e no futuro ocupe uma das cadeiras, e assim, auxiliar a Associação e alavancar com seus conhecimentos.

      • Marco Aurelio Silva Resende

        Excelente Marquinho! Muito do que foi apresentado por você no seu comentário é novidade pra mim, e provavelmente para muita gente.

        Sendo assim, acho que seria interessante a Diretoria analisar uma melhoria na divulgação desses serviços todos, as redes sociais estão aí.

        Sobre a questão de desunião do empresariado, fiz parte da Tropa do Couro, e percebo o mesmo detalhe da insegurança dos empresários em trabalhar ao lado de concorrentes, o que impede o desenvolvimento de novas propostas de crescimento da cidade. É um querendo engolir o outro.

        E, mesmo tendo eleição esse ano, não deixem de organizar um trabalho voltado para pequenas empresas.

        Vou te procurar essa semana.

Comentar

Seu email não será publicado. É necessário preencher os campos com * *

*