Prefeitura adere ao Minas Consciente e Dores está na Onda Branca

Spread the love

A Prefeitura Municipal de Dores de Campos torna público, o decreto que oficializa a adesão do município ao plano Minas Consciente, conjunto de protocolos definidos pelo Governo do Estado para possibilitar a retomada da economia de forma setorizada, tendo como base os dados apurados a partir de monitoramento constante da situação dos casos de coronavírus na cidade. Na prática, o Poder Público está dividindo a responsabilidade com os empresários e comerciantes.

Leia o decreto no link: doresdecampos.mg.gov.br/noticia/23264#

O plano sugere a retomada gradual de comércio, serviços e outros setores, tendo em vista a necessidade de levar a sociedade, gradualmente, à normalidade, através de adoção de um sistema de critérios e protocolos sanitários, que garantam a segurança da população.

O Minas Consciente separa as atividades econômicas em quatro “ondas” (onda verde – serviços essenciais; onda branca – primeira fase; onda amarela – segunda fase; onda vermelha – terceira fase), a serem liberadas para funcionamento de forma progressiva, conforme indicadores de capacidade assistencial e de propagação da doença, avaliando o cenário de cada região do estado e a taxa de evolução da Covid-19. De acordo com análise do Governo do Estado, nossa Macrorregião se encaixa na “Onda Branca”, que inclui, além dos serviços chamados essenciais, outros como: Antiguidades e objetos de arte; Armas e fogos de artíficio; Artigos esportivos e jogos eletrônicos; Formação de condutores; Produtos Agrícolas, Plantas e Floriculturas; Móveis, tecidos e afins; Outras atividades assessórias, que podem ser consultadas pelo link:

mg.gov.br/sites/default/files/paginas/imagens/minasconsciente/cta-_atividades_economicas_por_onda_v13.pdf)

No link a seguir, estão enumerados os protocolos de acordo com a atividade econômica, que sugerem o comportamento a ser adotado pelo empregador, por seus trabalhadores e pelos cidadãos:

Clique no link: mg.gov.br/minasconsciente/empresarios

Procedimentos para funcionamento dos estabelecimentos da Onda Branca:

Os estabelecimentos enquadrados na “Onda Branca” poderão funcionar, a partir de 29 de maio, cumprindo as medidas sanitárias apontadas no link acima, como disponibilização de álcool em gel 70%, fornecimento de EPIs para os funcionários, instalação de barreira física quando em contato com o cliente, não promover aglomerações, entre outros.

Apresentação técnica: 

mg.gov.br/sites/default/files/paginas/imagens/minasconsciente/minas_consciente_-_final.pdf

Ofertas do Supermercado Dorense

Ofertas da Drogaria Americana

Um comentário

  1. Marco Aurelio Silva Resende

    Eu: Qual a lógica em liberar o funcionamento de estabelecimentos que vendam armas ou produzam e vendam de fogos de artifício? Tá uma paz sem soltar foguete pq fizeram um mata-burro na zona rural ou pq remendaram (com cimento) pela centésima vez os buracos da Av Inácio Silva. Sem falar nos foguetórios de festas católicas… Queria muito saber onde tá escrito na Bíblia que santo gosta de foguete. Do jeito que o povo é, capaz de soltar foguete até pro santo padroeiro dos animais.

    Estado/Federação: é ano eleitoral.

    Patético.

Comentar

Seu email não será publicado. É necessário preencher os campos com * *

*