Com 30% de fiéis, Missas voltarão dia 15 na Matriz das Dores

Spread the love

Na manhã desta quarta-feira (05) o bispo diocesano de São João del-Rei, Dom José Eudes Campos do Nascimento, juntamente com o vigário Geral, padre Geraldo Magela da Silva, e os demais membros do Colégio de Consultores e Conselho Presbiteral, se reuniram de forma remota, através de uma videoconferência, para avaliar a atual situação vivenciada neste tempo de pandemia e a viabilidade na retomada das celebrações.

Segundo o decreto, as celebrações poderão ser realizadas a partir do dia 15 de agosto (sábado), seguindo diversas recomendações para a maior segurança de todos. As atividades pastorais e de natureza formativa (encontros de oração, catequeses e reuniões) continuam suspensas.

Confira na íntegra o documento oficial:

Protocolo de retomada das celebrações na Diocese de São João Del Rei:

“Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho.” (At 20, 28)

Já há quatro meses nossa Diocese observa as recomendações sanitárias emanadas do poder público e autoridades sanitárias, desse modo, restringimos a participação de fiéis nas celebrações. Com isso, demos nossa parcela de colaboração, de modo responsável e cristão, a favor da vida de nosso povo. Compete às autoridades públicas e sanitárias constatar se já existem condições suficientes para uma retomada gradual das atividades sociais, dentre elas, as atividades religiosas. Contudo, compete somente ao bispo diocesano, ouvido o Colégio de Consultores e o Conselho Presbiteral, discernir e determinar o momento exato de retomar as atividades religiosas no território de sua diocese. Desse modo, após reunião realizada com os membros do Colégio de Consultores e Conselho Presbiteral hoje, dia 05 de agosto, definimos a retomada das celebrações com presença do povo. Estabelecemos que será a partir do dia 15 de agosto de 2020, de modo criterioso, e nos seguintes termos abaixo:

  • A respeito do número de participantes seja respeitada a marca de 30% da capacidade do templo e nunca mais que isso. Onde houver a recomendação das autoridades competentes estabelecer outro número, esta orientação seja acolhida.
  • Seja mantida a distância de segurança de 2 metros entre os participantes das celebrações.
  • Que as celebrações não extrapolem a duração de uma hora e a comunhão aos fiéis seja dada, única e exclusivamente, na mão.
  • O uso de máscara é obrigatório durante as celebrações.
  • As ofertas e o dízimo sejam sempre entregues ao final da celebração.
  • Recomendamos que pessoas idosas e com fatores de risco não participem das celebrações.
  • Onde houver necessidade, a juízo do Pároco ou Administrador Paroquial, as celebrações poderão ser multiplicadas de modo a atender um maior número de fiéis.
  • O Pároco ou Administrador Paroquial juntamente com o Conselho de Pastoral Paroquial defina como e quando acontecerão as celebrações nas Comunidades.
  • Lembramos que durante a Pandemia todos os fiéis estão dispensados do Preceito da Missa Dominical. Como não será possível acolher a todos nas Missas Dominicais, que os fiéis possam fazer a opção por participarem das Missas durante a semana.
  • A definição de quem irá participar das Celebrações seja feita de modo criterioso mediante agendamento na secretaria paroquial.
  • Em caso de Missas com intenções de sétimo dia, bodas, aniversários, seja dada preferência de participação aos familiares.
  • As transmissões pelas mídias sociais sejam mantidas de modo que, aqueles que não podem participar presencialmente, tenham oportunidade de acompanhar as celebrações.
  • Ficam vedadas as procissões e Missas Campais. As Missas de Exéquias (corpo presente) também continuarão suspensas, vigorando a prática da Encomendação no local do velório.
  • Para as celebrações seja organizado o fluxo de pessoas na Igreja da seguinte forma: uma só entrada dos fiéis onde haverá o controle e a aferição da temperatura de todos. Os fiéis deverão sair, ao final da celebração, por outra porta distinta.
  • Cada Paróquia ofereça aos fiéis Álcool em Gel ou Álcool 70% na entrada das Igrejas para higienização.
  • Seja organizada uma equipe de limpeza para a correta higienização e assepsia do ambiente celebrativo, bem como dos vasos e utensílios utilizados nas liturgias.
  • Os sanitários e bebedouros das Igrejas devem ser interditados.
  • Promova-se ventilação do espaço celebrativo deixando durante a celebração janelas e portas abertas.
  • Para a celebração comunitária do batismo deve vigorar o mesmo percentual de participação, ou seja, 30% da capacidade de cada templo. Assim, pedimos atenção quanto ao número de crianças em cada celebração. Será permitida na celebração batismal somente a presença de pais e padrinhos de batismo.
  • Como a celebração batismal exige contato físico do ministro do batismo com a criança, recomendamos a leitura prévia das indicações da Comissão de Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Confira:
  • https://www.cnbb.org.br/cnbb-envia-aos-bispos-do-brasil-orientacoes-liturgico-pastorais-para-retorno-as-atividades/
  • No tocante à Celebração Matrimonial, serão admitidas a presença dos pais dos noivos e das testemunhas (padrinhos) somente .
  • Para a Celebração dos demais Sacramentos consultar as indicações da Comissão de Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Confira:
  • https://www.cnbb.org.br/cnbb-envia-aos-bispos-do-brasil-orientacoes-liturgico-pastorais-para-retorno-as-atividades/
  • Para a maior segurança de todos, os Ministros Ordenados (Bispos, Padres e Diáconos) façam o teste para a COVID-19 antes da retomada das Celebrações Presenciais.
  • As atividades pastorais e de natureza formativa (encontros de oração, catequeses e reuniões) continuam suspensas.
  • Nas cidades e paróquias onde não seja possível a retomada das celebrações em virtude de legislação local, sejam observadas as recomendações das autoridades locais e sanitárias.
  • Orientamos que diante de um possível agravamento da pandemia na região ou no município haja suspensão imediata das atividades religiosas, priorizando a vida e saúde das pessoas.

Conclamamos os presbíteros, diáconos, religiosos(as) e leigos(as) a sermos corresponsáveis no cuidado com a vida e na prevenção da disseminação do CORONAVÍRUS. Neste tempo de pandemia suplicamos a intercessão de Nossa Senhora do Pilar, Padroeira de nossa Diocese, e do glorioso São Sebastião para que o Senhor Nosso Deus nos livre desta terrível pandemia.

Em Cristo!

São João del-Rei, 05 de agosto de 2020.

Dom José Eudes Campos do Nascimento
Bispo Diocesano

Pe. Geraldo Magela da Silva
Vigário Geral

Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores

Ofertas do Supermercado Dorense

Ofertas da Drogaria Americana

Um comentário

  1. Se fosse em outras religião seria um absurdo essa volta.

Comentar

Seu email não será publicado. É necessário preencher os campos com * *

*