Câmara aprovou, e eleitos em 2016 não terão aumento

Spread the love

Os vereadores da Câmara Municipal de Dores de Campos aprovaram, por unanimidade, na tarde desta segunda-feira (25), a manutenção dos salários (subsídios) do prefeito, vice-prefeito e dos vereadores, que serão eleitos no pleito do dia 2 de outubro, para os próximos quatro anos (2017/2020).

Diante da forte crise econômica, que está proporcionando uma grande queda na arrecadação dos Municípios, e com receio de uma repercussão extremamente negativa perante à sociedade dorense, a nossa reportagem apurou, que os vereadores optaram em não reajustar os valores que são pagos atualmente.

Mas é importante ressaltar, que os valores podem ser reajustados anualmente, conforme o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desta forma, os salários (subsídios) serão os mesmos que estão sendo pagos atualmente:

Prefeito: R$ 10.744,53 por mês.

Vice-prefeito: R$ 3.583,38 por mês.

Cada um dos nove Vereadores recebem R$ 2.325,17 por mês.

Câmara

Prédio da Penha, sede da Câmara Municipal de Dores de Campos