Athetic subiu para o Módulo II e terminou como vice na Terceirona

Spread the love

O Coimbra se sagrou campeão da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro na tarde deste sábado (27/10). E foi com muita emoção. Em jogo equilibrado e bastante pegado, a equipe venceu o Athletic por 4 a 2 nos pênaltis, depois de empate em 1 a 1 no tempo normal no Independência, em Belo Horizonte e levantou o caneco da competição estadual. Coube a Bruno Mineiro, artilheiro do Estadual com 15 gols, marcar o gol do Coimbra aos 35 do segundo tempo, cobrando pênalti e pegando rebote de defesa parcial de Jefinho, Aos 49, Jordano empatou de cabeça. Nas penalidades, o Athletic desperdiçou duas cobranças, e Breno, fez o tento que garantiu o título ao Coimbra.

E não pode se dizer que a conquista não foi merecida. Líder da fase de grupos, o time de Diogo Giacomini foi campeão com 10 vitórias, quatro empates e duas derrotas. Foram 27 gols feitos e apenas nove sofridos ao longo do Estadual. Embora tenha perdido o campeonato, o Athletic de São João Del Rei, que esteve ausente do futebol profissional por 50 anos e retornou em 2018, também tem motivos pra comemorar, já que também está garantido no Módulo II.

O jogo:

Em relação à primeira partida, que terminou empatada sem gols em São João del Rei, a decisão no Independência começou mais movimentada. Velozes, os times buscavam o jogo e estavam mais soltos em campo do que no meio de semana. E o Athletic esteve melhor nos primeiros minutos. Arilson cobrou escanteio da esquerda no primeiro pau, e Igor Bádio desviou por cima da meta de Glaycon, com perigo. Aos 11, o Esquadrão ameaçou novamente. Caaporã recebeu cruzamento da direita e, da pequena área, sem marcação, escorou fraco, no meio do gol, facilitando para o arqueiro do Coimbra. Em seguida, Bádio fez belo pivô e tocou para Mococa, que bateu fraco, nas mãos de Glaycon. Após 20 minutos de inferioridade, o Coimbra conseguiu segurar mais a bola e se livrar da pressão do Alvinegro. Porém, ofensivamente a equipe laranja nada conseguiu criar e a primeira etapa terminou em 0 a 0.

Na volta dos vestiários, Coimbra e Athletic mostraram novamente dificuldades para criar oportunidades de gol. Com equipes mais postadas e menos expostas do que na primeira etapa, as chances claras inexistiram no início da segunda etapa, com espaços reduzidos e muitas faltas de lado a lado. Embora tentassem, os times apenas rondavam a área e, sem penetração, não finalizavam com perigo ao gol. Quando tudo se encaminhava para um novo 0 a 0, o Coimbra abriu o placar. Após cruzamento da direita, a bola tocou na mão de Fumaça e a arbitragem marcou pênalti. Artilheiro da Segundona, Bruno Mineiro pegou a bola e bateu. Jefinho defendeu parcialmente no canto esquerdo, mas o centroavante pegou o rebote e meteu no barbante, aos 35 da segunda etapa. Cícero Júnior fez alterações, o Athletic fez uma blitz final, mas o gol não saía. Só que aos 49 do segundo tempo veio o empate. Após falta levantada pra áreas, Jordano desviou de cabeça e matou o goleiro Glaycon, deixando tudo igual, levando a decisão para os pênaltis.

Na primeira série das cobranças, Bruno Mineiro e Adriano marcaram por Coimbra e Athletic. Filipinho também converteu para a equipe mandante e viu Arilson bater para fora, o que colocou a equipe laranja em vantagem. Na terceira cobrança, Lucas Hipólito escorregou, isolou a bola e deu chance para Danilo empatar pelo Esquadrão. Porém, ele bateu mal e Glaycon fez a defesa. Victor Hugo e Sidimar converteram a quarta cobrança e coube a Breno a bola do título. Ele bateu bem e fechou a série em 4 a 2.

Ofertas do Supermercado Dorense

Ofertas da Drogaria Americana

Comentar

Seu email não será publicado. É necessário preencher os campos com * *

*